Gatos e gestantes: mitos e verdades

gatos-e-gestantes-doencas

No período da gravidez, muitas mulheres e familiares ficam preocupados com relação à convivência da gestante com os gatos. Existem pessoas que acreditam no fato de que esses animais transmitem doenças ao ser humano, e que a vivência desses animais de estimação com as grávidas pode ser arriscado. O maior medo é com relação à toxoplasmose.

Tem algum risco de ter gatos em casa durante a gravidez?

A toxoplasmose é frequentemente atribuída ao gato, mas, geralmente ela é transmitida por outros meios. Existem alguns cuidados que podem ser tomados que toleram o convívio entre gatos e grávidas sem riscos.

A doença toxoplasmose é ocasionada pelo protozoário parasita Toxoplasma Gondii. E, as mulheres grávidas que pegarem esta doença podem correr risco de aborto, mau desenvolvimento fetal, sequelas neurológicas e dificuldades oculares.

Um grande mito é o fato de a toxoplasmose ser conhecida como a “doença do gato”, mas, já foi comprovado por meio de muitos estudos que as formas de se contaminar com essa doença são:

- Ingerir carnes contaminadas, mal cozidas ou cruas;

- Ingerir alimentos que foram contaminados pelos utensílios utilizados no manuseio das carnes contaminadas;

- Tomar água contaminada;

- Ingerir frutas ou legumes mal higienizados e que foram contaminados com o parasita.

Os gatos também são potenciais transmissores da doença, mas, somente quando eles também estiverem contaminados. Eles podem contrair o parasita ao ingerir ratos, pássaros ou outros bichos infectados. O parasita é transmitido por meio das fezes do gato, na forma de oocisto e que pode ser ocasionalmente ingerido pelo ser humano. As ocasiões em que isso pode ocorrer são:

- Após higienizar a caixa de fezes do gato;

- Ingerir algum alimento que pode ter entrado em contato com as fezes do gato infectado.

Como evitar a toxoplasmose felina

- Sempre higienizar as mãos após contato com a caixa de fezes do gato;

- Limpar bem todos os outros utensílios que foram utilizados na limpeza;

- Limpar todos os dias a caixa de fezes do felino, pois assim, os dejetos serão removidos antes que os “ovos” se tornem possíveis contaminantes. E, as gestantes devem evitar realizar esta tarefa;

- Não alimentar os felinos com carne crua, vísceras ou ossos e procurar evitar que eles saiam de casa;

VN:F [1.9.22_1171]

Gostou do Artigo?

Classifique: 5.0/5 (1 vote votos)
Gatos e gestantes: mitos e verdades , 5.0 out of 5 based on 1 rating

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *